5 de abr de 2014

DOE PARA A ASPAAN

CLIQUE NO LINK AO LADO E FAÇA SUA DOAÇÃO PARA A ASPAAN ANAPOLIS

VOCÊ PODE DOAR QUALQUER VALOR, ATÉ MESMO R$ 1,00 PAGANDO EM SEU CARTÃO DE CRÉDITO PELO PAGSEGURO.


BAZAR BENEFICENTE - ASPAAN ANAPOLIS

Em pról dos animais abandonados da cidade de Anápolis - a Aspaan que sobrevive apenas de doações de particulares realiza um bazar beneficente neste sábado - 05.04.2014 - a partir das 09:00 com roupas, calçados e acessórios de grandes marcas.

Aproveite para renovar o guarda roupa com estilo e pagando pouco.

Maiores informações na Fan Page da ONG :


https://www.facebook.com/aspaan.com.br?ref=hl


22 de abr de 2013

17 de abr de 2013


Proibir a Comercialização de Animais em Petshop

Alem de estarem fora de seu habitat natural, os filhotes e principalmente a mãe, sofrem um grande trauma em detrimento da separação. Os filhotes ficam presos em gaiolas e normalmente sedados, além de permanecerem em ambiente hostil sob o ponto de vista de temperatura e oxigênio renovável. Observa-se que a exposição de animais normalmente seduzem as crianças e respectivos pais, os quais podem agir por impulso sem ter consciência de que o animal adquirido é como um filho que requer vários cuidados. Não é como um bichinho de pelúcia que não urina, não defeca, não chora, não come, não fica doente etc. Muitos animais depois de adquiridos ficam presos em apartamentos e passam longas horas isolados e se sentem solitários e carentes. Alguns sofrem de maus tratos e vão ficando estressados e doentes. Outro problema é quando a família vai viajar e não tem com quem deixa-los. Sabe-se que uma parcela dos animais abandonados foram adquiridos em petshop. Portanto, é momento de acabarmos definitivamente com a exploração dos animais em todos os sentidos, principalmente com relação à reprodução indiscriminada para fins comerciais.

Vamos divulgar esta campanha: PETHSOP LEGAL NÃO TEM ANIMAL!

http://www.avaaz.org/po/petition/Proibir_a_Comercializacao_de_Animais_em_Petshop/?tMvptdb

13 de mar de 2013

BOM DIA AMIGOS...
VAMOS AJUDAR A ENCONTRAR UM LAR PARA ESTA BEBEZINHA LINDA ??

ELA FOI RESGATADA ATROPELADA NO BAIRRO PARQUE BRASILIA EM ANÁPOLIS POR ANJOS PROTETORES.
ELA ESTÁ EM UM LAR TEMPORÁRIO SE RECUPERANDO MAS JÁ ESTÁ PRONTA PARA SER ADOTADA!



CÃO PARA ADOÇÃO
VACINADA E VERMIFUGADA

Nome Temporário: MELZINHA
Raça/Sexo: SRD (Sem Raça Definida) /FEMEA
Porte/Pelagem: GRANDE / CURTA
Idade: FILHOTE APROX. 5 MESES

Contato: ELIANE – 62-9114-1565
E-mail: regina.aps@hotmail.com

20 de fev de 2013



CÃO PARA ADOÇÃO
VACINADO E VERMIFUGADO
Nome Temporário: OMAR
Raça/Sexo: SRD (Sem Raça Definida) /Macho
Porte/Pelagem: Pequeno / Curta
Idade: CERCA DE DOIS (02) ANOS
Contato: ENI DELL – 3318-9328 ou 8407-6460
ou FÁTIMA – 9364-8149

30 de nov de 2012

CUIDADO COM CARROS


  • CUIDADO COM CARROS!!: os gatos ADORAM DORMIR NO MOTOR, na roda ou EMBAIXO de carro ou caminhão - e nem sempre acordam quando eles são ligados, portanto verifique antes de sair com seu veículo, para não atropelá-los (acontece muito!), triturá-los ou perdê-los no caminho.    Isso acontece com muito mais frequência do que vocês pensam.    Já socorremos muitos animais machucados que cairam pelo caminho e recebemos muitos telefonemas procurando gatos que foram embora com o carro e cairam no caminho (sabe-se lá se vivos ou mortos)
  • CUIDADO quando sair ou chegar com o carro em casa, pois tem muitos mais casos do que se imagina em que o próprio dono (ou alguma visita) atropela seu gato.  Nem sempre eles saem do caminho.


Shell, um gatinho de apenas 10 semanas de vida, ficou preso às engrenagens de um veículo por três dias seguidos até que alguém percebesse a sua presença.

22 de nov de 2012

COGUMELOS


Os cogumelos tem tanta proteína quanto na carne vermelha . Conheça os beneficios dos cogumelos




Cogumelos blindam o organismo e enriquecem o cardápio

Shitake e Shimeji reforçam as defesas e são excelente fonte de proteínas


Shitake e Shimeji.
Esta dupla poderosa de cogumelos incrementa qualquer receita,
mas não é só o seu paladar que sai ganhando com as duas espécies. Sua saúde também agradece. "O shitake possui como carro chefe nutricional a lentiman, um substância que estimula o sistema imunológico, protegendo o organismo contra doenças", explica a nutricionista Fabiana Honda, da PB Consultoria Nutricional.

Outro composto dessa variedade, a eritadenina é conhecida por reduzir as taxas de colesterol. As betaglicanas encontradas em maior quantidade no shitake vem chamando a atenção dos cientistas. São substâncias que estimulam as células de defesa a combaterem infecções e tumores, além de carregarem antioxidantes que barram o processo de envelhecimento celular. Mais um de seus feitos é controlar os níveis de açúcar do sangue, beneficiando quem sofre com o diabetes.

Já o shimeji é o terceiro cogumelo comestível mais cultivado no mundo. Nos países orientais, acredita-se que a espécie também possui propriedades relativas à redução do colesterol e à prevenção dos problemas hepáticos. Ele também fornece ergosterol, um precursor da vitamina D.

Além disso, os dois tipos carregam uma considerável quantidade de ácido fólico. Em 100 gramas de cogumelo há 1014 mg do nutriente, enquanto a ingestão diária recomendada é de 400 mg. "Estudos mostram que o ácido fólico evita a má formação do feto e más formações congênitas, previnem doenças cardiovasculares, desordens mentais, câncer e o mal de Alzheimer", explica a nutricionista Fabiana Honda

Vale por um bife

Mais um ponto positivo é que, com eles, o cardápio ganha em variedade. Os cogumelos são ótimas fontes de proteínas e tem baixa quantidade de lipídios. Eles tem tanta proteína quanto na carne vermelha, com a vantagem de ter menos gordura e quase zero de calorias.
Um bife de 100 gramas de contrafilé carrega cerca de 13 gramas de gorduras, enquanto a mesma quantidade de cogumelo não chega a um grama de gordura. Outra notícia boa. São considerados alimentos de baixa caloria. Em cada 100 gramas de shitake ou shimeji, por exemplo, há apenas 35 calorias. Eles podem ser comprados frescos, em conserva ou secos, e utilizados em pratos variados, como carnes, molhos para massas, saladas, recheios de omeletes e na culinária japonesa. E vamos combinar que são uma verdadeira delícia!!!




ADOTE CASCATINHA



CÃO PARA ADOÇÃO
VACINADO E VERMIFUGADO

Nome Temporário: CASCATINHA
Raça/Sexo: SRD (Sem Raça Definida) /Macho
Porte/Pelagem: Pequeno-Médio /Curta
Idade: CERCA DE DOIS (02) ANOS
Contato: ENI DELL – 3318-9328 ou 8407-6460

14 de nov de 2012

ABSURDO EM UBERABA... PROTETORES ENTREM EM AÇÃO!!!!

Um episódio dantesco, da época dos festivais bárbaros...

Pedimos que moradores, protetores da cidade de Uberaba registrem a ocorrencia nas delgacias para este cidadão ser preso!!!



ASSISTA O VIDEO AQUI

13 de nov de 2012

QUER DAR UM CHOQUE NA SUA CONSCIENCIA ????

ASSISTA ESTE VIDEO:

DA FAZENDA PARA A GELADEIRA



Maior rede de supermercados da Itália anuncia que não venderá mais foie-gras


Ativistas italianos comemoram a decisão da COOP, anunciada nesta quarta-feira
Presente em todo o território italiano, a COOP (rede de supermercados) acaba de anunciar que não vai mais comprar foie-gras e vai, assim, encerrar o comércio do produto em todas as suas lojas. A decisão terá um impacto enorme na criação de gansos para produção de foie-gras na Itália e beneficiará diretamente milhões de animais.
Foie-gras, que significa “fígado gorduroso” em francês, é um dos “alimentos” mais cruéis e polêmicos do mundo. A discussão pela proibição da venda deste produto vem correndo o mundo e é um dos principais pedidos dos ativistas pelos direitos dos animais. Para a produção do tal “fígado gorduroso”, os gansos recebem, de forma forçada, excesso de alimentação várias vezes ao dia, a ponto de ficarem com o fígado doente, que pode ter várias vezes o tamanho de um órgão saudável. As dores que os animais passam antes de serem finalmente assassinados são inimagináveis.
O anúncio da COOP foi comemorado especialmente pela ONG Igualdad Animal Itália (veja), que vem fazendo um trabalho grande de conscientização sobre o foie-gras no país, através de investigações que podem ser conferidas no site www.foie-gras.it.
http://vista-se.com.br/redesocial/maior-rede-de-supermercados-da-italia-anuncia-que-nao-vendera-mais-foie-gras/

8 de nov de 2012

GATINHO ESPERA ADOÇÃO



Este é o Logan, encontrato pela Fanny na mata em frente ao seu prédio ontem (07/11/2012) no final da tarde.

Ela o levou ao veterinário e o batizou de Logan.

Como ela resgata outros bichinhos o seu lar é um lar temporário para que outros possam ser resgatados e ele precisa ser adotado.

Quem interessar em adotar, 

O contato telefônico da Fanny é: 8127-4990.



É praticamente certo que você se alimenta ou já se alimentou de insetos. Eles estão presentes na maioria dos alimentos industrializados como sucos, bebidas, iogurtes, petit suisses, bolachas, doces e muitos outros.

Em geral, são encontrados em alimentos de cor vermelha, rosa, roxa e laranja e aparecem escondidos entre os ingredientes com nomes "bonitos", são eles: vermelho 40, corante carmin, car
min cochonilha, corante cocho, cochonila, vermelho 4, vermelho 3, cochineal, corante c, corante ou colorizante e120, etc.


Não estamos aqui para dizer o que é certo ou errado, nossa missão consiste apenas em informar o que é REAL.

Curta nossa fã page e receba em primeira mão diversas campanhas sobre vegetarianismo, proteção animal, origem dos alimentos e muito mais. Busque saber a origem de tudo que chega até o seu prato, você vai se surpreender.

www.facebook.com/ativeg

5 de nov de 2012

ABANDONO POR DOENÇA DE PELE É UM DOS MAIORES MOTIVOS - ANTES E DEPOIS DE CORCEL

As doenças de pele nos cães estão por detrás de muitas eutanásias ou abandonos. 

O cão com uma doença de pele deixa de ter uma pelagem atraente, o que causa muitas vezes repulsa por parte dos donos. 

Os tratamentos de doenças de pele exigem compromisso por parte do dono, dedicação que é recompensada.


A ASPAAN ANÁPOLIS, recebe um grande número de animais com estes sintomas, mas que tira de letra e cura os animais em menos de um mês.

Veja o caso do Corcel - caozinho filhote de aprox. 5 meses que chegou ao abrigo com uma vergonha imensa de sua existencia.




"Não tinha coragem de olhar nos nossos olhos" disse a estagiária Polyana que cuida com muito carinho dos, mais de, 400 animais no abrigo.

Hoje, com menos de um mês sendo tratado, Corcel já tem o rabinho pra cima (que é um excelente sinal) e sua pelagem já está praticamente recupareada.

Este doguinho fofo e carente está em busca de um lar.
Quer adotá-lo ?

Se não pode adotá-lo ajude a divulgar a sua história e a encontrar um lar feliz para ele :)


AJUDE A ASPAAN A CONTINUAR SEU TRABALHO.

DOE QUALQUER QUANTIA NA CONTA CORRENTE:

Banco Bradesco

AG: 2314-0


C/C: 22390-5

ADOTE ESTE CAOZINHO!!!


CADELA PARA ADOÇÃO
ESPANCADA, ABANDONADA E ENCONTRADA NA RUA
Nome Temporário: MAGRELA
Raça / Pelagem: SRD (Sem Raça Definida) / Curta
Idade: CERCA DE UM (01) ANO
Contato: Juliana – 3324-7688 ou 8146-3776
Magrela(04).jpg
Magrela(05).jpg

29 de out de 2012

26 de out de 2012

Mortes de gatos que teriam sido 

envenenados viram caso de polícia




Em 3 meses, três felinos foram encontrados mortos em casa de Goiânia.
Delegado afirma que caso pode ser de maus-tratos e crime ambiental.



A Delegacia Estadual de Meio Ambiente (Dema) está investigando se as mortes de três gatos foram causadas por envenenamento. A vítima mais recente foi a gata Pretinha, que morreu no domingo (30), no Setor Leste Universitário, emGoiânia. Segundo a proprietária da gata, a dona de casa Cristina Maria do Nascimento, em três meses, três gatos que viviam na sua casa morreram em circunstâncias parecidas.

De acordo com Cristina, o animal foi encontrado às 6h45, do lado de dentro do portão, agonizando. “Nós tentamos salvá-la, mas não teve jeito. Por volta das 7h já havia falecido”, conta.
Além de Pretinha, Cristina tem 11 gatos. São felinos que recolhe na rua, cuida e depois dá para outras pessoas adotarem. “A gente está tentando fazer um trabalho há muito tempo. Há mais de sete anos venho recolhendo animais na rua. Mas agora, sinto que os trago praticamente para a morte. Eu os trago para cá, alimento, cuido, vacino, vermifugo, castro, e alguma coisa está atrapalhando o nosso trabalho”, afirma.
Inconformada com a situação, Cristina procurou a polícia para fazer um boletim de ocorrência. A Delegacia de Meio Ambiente está investigando o caso e suspeita que alguém esteja envenenando os gatos. “É um crime ambiental. É maus-tratos aos animais, ou, na esfera também penal e à Polícia Civil compete realmente apurar e é isso que nós estamos fazendo”, afirma o delegado de Meio Ambiente, Luziano de Carvalho.
Animais abandonados
De acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 20% dos animais domésticos vivem nas ruas das cidades. No caso de Goiânia, esse número é de aproximadamente 40 mil animais nas ruas. Nas ruas da capital, são recolhidos cerca de 20 a 40 animais por dia. Os cães são maioria.
Os animais recolhidos pelo Centro de Zoonoses são cuidados e preparados para a adoção, mas há casos em que eles acabam sendo sacrificados ou eutanasiados, como é chamado o sacrifício sem dor. “Isso acontece porque não temos onde destinar esses animais. Então, as pessoas que têm vontade de adotar devem se dirigir ao Centro de Zoonoses, onde temos vários animais”, afirma o diretor do Centro de Zoonoses Luiz Elias Camargo.
Para o diretor, um dos motivos para o abandono de animais é a falha da posse responsável. “Para a maioria da população, quando o animal é filhote, ele é bonitinho, está ali na mão, junto. E esquece que o animal vai crescer, vai precisar de cuidados veterinários, alimentação diferenciada, quando a pessoa vai viajar não tem local onde deixar o animal. O que leva muitas vezes a abandonar esses animais”, comenta Luiz Elias.

24 de out de 2012

RIFA PARA AJUDAR A ASPAAN PAGAR SUAS CONTAS

VOLUNTÁRIOS E AMIGOS DA ASPAAN SE UNEM PARA AJUDAR A ONG PAGAR SUAS CONTAS!!!

AJUDE VOCÊ TAMBÉM COMPRANDO A RIFA.

PODE SER ENCONTRADA NA LOJA: CARTONER NA AV. SANTOS DUMONT
OU PELOS TELEFONES: 3706-1210/3706-1211

https://www.facebook.com/cartoner.gerenciamentodeimpressao


23 de out de 2012

TESTE EM ANIMAIS. EVITE CONSUMIR DAS EMPRESAS QUE FAZEM ISSO!!!


ATENÇÃO: CENAS FORTES

Denúncia feita em 2009 pela PETA, ONG norte-americana, contra a indústria de alimentos para pets IAMS (Eukanuba). No vídeo, cenas dos experimentos feitos em cães da raça Beagle.



Cruel, arcaica e ineficiente: esta é a indústria bilionária dos testes em animais

São cada vez mais comuns as manifestações públicas e organizadas de repúdio aos testes em animais. Na Itália, milhares de pessoas foram às ruas e conseguiram fechar um biotério (lugar que “fabrica” animais) com mais de 2.500 cães da raça Beagle que seriam usados para testes farmacêuticos (lembre do caso). Aqui no Brasil, um forte grupo está organizado para protestar contra o Instituto Royal, localizado em São Roque-SP, que tortura atualmente cerca de 60 Beagles (lembre o caso). Logo após este grande protesto em São Roque que, segundo os ativistas, foi apenas o primeiro, o ativista e presidente da ONG VEDDAS George Guimarães falou por mais de 20 minutos ao vivo sobre o assunto na Record News (assista). Há anos, um vídeo documentário do Instituto Nina Rosa, de São Paulo, denuncia os testes em animais. O documentário chama-se “Não Matarás” e está disponível gratuitamente no Youtube (assista aqui). Estes são apenas alguns exemplos. Fica claro que não há mais espaço para este tipo de atividade na época em que estamos. Entenda:

1. Testes em animais são extremamente cruéis

Para testar drogas e insumos para a indústria, bilhões de animais – principalmente roedores, cães, gatos e primatas – são trancados em laboratórios anualmente e submetidos à práticas dolorosas. Inserção de substâncias tóxicas em seus olhos, inalação forçada de fumaça e implantação de eletrodos em seu cérebro são apenas algumas destas práticas. Via de regra, são utilizados animais de pequeno porte e dóceis, para facilitar o manejo dentro dos institutos de pesquisa. Neste cenário, a raça Beagle, infelizmente, se encaixa perfeitamente e são eles os preferidos dos vivisseccionistas (o que é um vivisseccionista?).

2. Testes em animais atrasam o desenvolvimento da ciência

Em todo o mundo, especialistas se dividem sobre o papel dos testes em animais no progresso científico. De um lado, há os que dizem que não há condições de haver novas descobertas importantes para a saúde humana sem este tipo de prática. Por outro lado, existe o grupo dos que dizem que os testes animais impedem que a ciência evolua, mantendo-a em um ciclo arcaico de práticas sem razão.
Um destes entusiastas do fim dos testes em animais é o médico norte-americano Ray Greek que, em 2010, disse à Revista Veja (leia):

“As drogas deveriam ser testadas em computadores, depois em tecido humano e daí sim, em seres humanos. Empresas farmacêuticas já admitiram que essa será a forma de testar remédios no futuro.”

Ray afirma que os testes são uma falácia e que atrasam a ciência. Ele é voluntário para testes em humanos, desde que observados todos os pré-requisitos de segurança.

3. Testes em animais são ineficientes

Grupos de cientistas favoráveis à testes sem animais usualmente citam o lucro da indústria como principal causador de sua permanência no meio acadêmico e farmacêutico. Fica claro que há uma economia dependente dos bilhões de dólares investidos por ano neste mercado. Porém, este dinheiro não está sendo aplicado para o bem das pessoas.
O médico Ray Greek, ainda em entrevista à Revista Veja, em 2010, afirmou: “A indústria farmacêutica já divulgou que os remédios normalmente funcionam em 50% da população. É uma média. Algumas drogas funcionam em 10% da população, outras 80%. Mas isso tem a ver com a diferença entre os seres humanos. Então, nesse momento, não temos milhares de remédios que funcionam em todas as pessoas e são seguros. Na verdade, você tem remédios que não funcionam para algumas pessoas e ao mesmo tempo não são seguros para outras. A grande maioria dos remédios que existe no mercado são cópias de drogas que já existem, por isso já sabemos os efeitos sem precisar testar em animais. Outras drogas que foram descobertas na natureza e já são usadas por muitos anos foram testadas em animais apenas como um adendo. Além disso, muitos remédios que temos hoje foram testados em animais, falharam nos testes, mas as empresas decidiram comercializar assim mesmo e o remédio foi um sucesso. Então, a noção de que os remédios funcionam por causa de testes com animais é uma falácia.”
Se ainda assim você tem dúvidas, veja:
Denúncia feita em 2009 pela PETA, ONG norte-americana, contra a indústria de alimentos para pets IAMS (Eukanuba). No vídeo abaixo, cenas dos experimentos feitos em cães da raça Beagle.
http://vista-se.com.br/redesocial/3-motivos-para-ser-contra-testes-em-animais/



NESTE LINK EMPRESAS QUE UTILIZAM TESTES EM ANIMAIS:
http://www.peta.org/living/beauty-and-personal-care/companies/default.aspx

22 de out de 2012

SE VOCE CONSOME OVOS... PENSE NESTA SITUAÇÃO...





A ativista Leide Fuzeto Gameiro, de São Carlos-SP, publicou um texto emocionante que explica, de forma lúdica, como é a vida de uma galinha explorada em uma granja de ovos.
Bem vinda ao mundo, pequenina!
Você que acabou de nascer e teve o biquinho decepado. Deve estar doendo muito, eu sei. É para que você não bique a si mesma e nem às tuas companheiras quando se sentir desesperada. E acredite: você vai se sentir desesperada!
Irá para uma cela agora que, quando crescer, mal caberá teu corpo. Não conseguirá esticar as asas, se espreguiçar, saltar e muito menos andar.
Jamais saberá o que é ciscar, fazer ninhos, se empoleirar… só sentirá o desejo latejando sem entender direito. Nunca verá o sol ou sentirá a chuva. Muito menos saberá que existe noite e por isso nunca dormirá. Teus dias serão eternos, passará a vida sob lâmpadas, que manterão tua vontade de comer sem parar. Comerá muito e por isso crescerá rápido e começará cedo a botar ovos. E botará ovos sem parar. Mas jamais os verá. Eles não serão teus.
Com o tempo tuas pernas doerão muito, por não se movimentar. Talvez nasçam até feridas nas plantas dos pés, que cicatrizarão grudando teus pés nas grades.
Quando você estiver muito fraca e já não servir para botar ovos, como uma máquina eficaz, estará perto enfim o fim do teu sofrimento. Você, que só nasceu para sofrer, que mesmo sendo capaz de sentir alegria, não terá tido um só momento dela, terá, enfim, descanso… cortarão teu pescoço e, com sorte, morrerá de uma vez e não sentirá ainda o último requinte num tanque de água fervente.
E teu corpo tão triste e tão sofrido será alimento de quem pagou por cada minuto de teu castigo.
E eu, do alto da minha impotência, só posso te dizer agora e na hora de tua morte: NÃO POR MINHA CAUSA!
Foto: Santuário Wings of Heart
Texto: Leide Fuzeto Gameiro

http://vista-se.com.br/redesocial/se-voce-consome-ovos-deveria-ler-esse-texto/

MAUS TRATOS EM PET SHOP

A semana começa com um alerta para os criadores de cães e gatos que necessitam de cuidados de banho e tosa em petshop..

A melhor alternativa é, obviamente, optar pelo banho em casa...
Assim você evita que o seu animal fique exposto a doenças, parasitas e principalmente aos maus tratos.

Mas para quem não tem tempo e precisa que os pelos do animalzinho seja escovado / tosado, segue as dicas:

1) Procure um Pet Shop que tenha empresa constituída com CNPJ, um veterinário sempre presente no local, e o registro do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária);

2) Visite o espaço onde irá ser tratado antes de levá-lo para tomar banho e ser tosado e verifique a higiene. (Esterilização de Gaiolas, escovas e pentes de tosa). Caso este local esteja sujo, denuncie para a Vigilância Sanitária da cidade;

3) Converse com pessoas que frequentam o local e confira se os animais nunca sofreu maus tratos naquele ambiente;

4) Observe se há cameras monitorando o trabalho dos tosadores;

5) Certifique-se dos produtos que serão utilizados se são de qualidade e se não vão provocar irritações ou alergias no seu animalzinho;

6) Observe o comportamento do seu animal após a volta do Pet Shop e analise-o se há corte ou sinal de algum dano físico.

7) Caso haja, fotografe e denuncie.

Maus tratos é crime previsto na Lei 9.605 art 32.

Se todos os maus tratos de um determinado local forem denunciados sempre, este Pet Shop poderá ser fechado.

Em Anápolis a denúncia pode ser feita no 2º Distrito Policial: 3328-2743. 
Basta ligar e seus dados serão mantidos sob sigilo.


Em São Paulo (SP), Giggio morreu enforcado em um pet shop que não tinha veterinários. Já em Curitiba (PR), Mia foi agredida por um tosador, sofreu em traumatismo craniano e faleceu. Câmeras de segurança retratam maus-tratos aos bichos de estimação. Em SP, o número de pet shops já é igual ao de padarias, mas uma em cada dez lojas funciona ilegalmente. 

O Fantástico mostra o flagrante de uma covardia. O espancamento de cães em uma pet shop no Rio. Cenas de crueldade que revoltaram o Brasil. 

Pra quem vive, todo dia, ao lado de um cão, ele não é um animal qualquer. Pra Isis, o Yorkshire Oliver é um quase como um filho, companheiro, dócil. “Ele sempre foi muito bem tratado”, ela conta. 

Tanto que há três anos ela gasta R$ 40 por semana pra manter a higiene do cão. O que ela não sabia era o que se passava no lugar onde ele tomava banho, a pet shop Quatro de Pattas, no Rio de Janeiro. 

A proprietária da pet shop é Solange Barroso. Foi seu filho, Daniel, de 20 anos, quem protagonizou as cenas de agressão que foram ao ar esta semana. A câmera foi colocada por um ex-funcionário, insatisfeito. 

Oliver levanta a cabeça e leva um tapa. A cena se repete. “Meu cachorro não apanha nem dentro de casa vai apanhar de um estranho porque está se mexendo pra tomar banho. Isso não existe”. 

Para Ana Paula, Pink é como se fosse sua neta. Uma vira lata de três anos de idade com a energia de uma adolescente. “É minha companheira. Minha amiga”, afirmou Ana Paulo Siqueira Santos, professora. 

Ela foi dada de presente ainda filhote pela própria dona da pet shop Quatro de Pattas. Pink também foi espancada. “No inicio, quando eu vi socando eu não vi que era ela. Ela tava dentro do tanque. Ele socava ela”. 

Daniel amarra o focinho de Pink com violência. E ainda joga muita água. “Se ela é agitada. Se ela oferece risco. Qual a seria a atitude da pessoa que iria dar banho nela? Focinheira”, reclama Ana Paula. 

Thor é um Labrador que abana o rabo quando está sendo colocado no tanque. Ele é a companhia de Vera. “Muito dócil, de uma raça muito gostosa, ele está sempre brincando”, conta Vera. 

Mesmo quieto no tanque, o labrador leva uma série de socos na cabeça. E depois Daniel usa uma garrafa de plástico, ainda mais crueldade. 

“Eu acho que ninguém tem o direito de maltratar um animal”, revela Vera. 
Durante a semana, houve várias manifestações em frente ao pet shop. E caminhadas até a casa da proprietária. Ninguém tem notícia nem de Solange nem do filho. Antes de sumir, ela ficou assustada ao ver as imagens. 

“Vou falar o quê? Vou falar o que vendo isso? Só dizer que ele já foi embora daqui, que ele não está mais trabalhando aqui. Isso não é do meu conhecimento. São coisas que acontecem num momento”, se defende. 

Durante a semana, a entrada da loja foi toda pichada e, por isso, os proprietários do imóvel resolveram despejar os responsáveis pela pet shop. Até agora já foram abertos sete registros de ocorrência e o caso foi transferido para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, porque maltratar animais é um crime ambiental, que pode dar de três meses a 1 ano de cadeia. Até agora, nem a dona do pet shop e nem o filho dela foram intimados a depor. 
Mas como saber se a pet shop que você frequenta é confiável? O veterinário André Maia esclarece as principais dúvidas. 

“Existem sinais clássicos de agressões, como hematoma, o animal mancando, dor local quando o proprietário toca, evidente, mas existem sinais que o animal não demonstra, como perda de peso, perda de pelo, alteração de humor, isso é difícil do proprietário avaliar, porque o animal quando chega em casa chega tão feliz de ter voltado de uma agressão que a demonstração de felicidade esconde os sintomas”, explica o veterinário André Maia. 

Tem como saber se um pet shop é seguro? “A gente dá algumas sugestões: dentre elas que o pet ou grave e filme o banho. O funcionário tem que ser treinado, existem cursos pra isso, supervisionado por profissionais mais experientes. O ser humano precisa ser fiscalizado. Eu trabalho com dezenas de espécies há mais de vinte anos, o único que é covarde é o ser humano”, completa o veterinário. 

http://tinyurl.com/9jt2pxy
http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1681903-15605,00.html

19 de out de 2012


Vegetarianos vivem mais do que quem come carne, conclui estudo de uma universidade norte-americana


Em média, homens vegetarianos vivem quase 10 anos a mais que homens que comem carne
A fonte da juventude está em sua mesa, segundo um estudo da Universidade de Loma Linda, na Califórnia (EUA). A pesquisa vem sendo feita desde os anos 50 com mais de 96 mil pessoas dos EUA e Canadá que frequentam a ingreja Adventista do Sétimo Dia. Os fiéis desta igreja são encorajados a adotar uma alimentação livre de carne e notou-se bons resultados na longevidade deste grupo ao longo dos anos.
O estudo, denominado ”Adventist Health Study” (Estudo da Saúde Adventista - página original, em inglês) , indica que uma alimentação vegetariana previne doenças crônicas como alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares, colocando os vegetarianos à frente na expectativa de vida em relação às pessoas que comem carne.
Homens e mulheres com mais tempo para curtir a vida
Ainda segundo o estudo norte-americano, homens vegetarianos vivem, em média, 83,3 anos, o que corresponde a 9,5 anos a mais do que os homens que comem carne. As mulheres vegetarianas vivem, em média, 85,7 anos, o equivalente a 6 anos mais do que as mulheres que não seguem uma alimentação vegetariana.
Os números estão a favor dos vegetarianos por conta da quantidade de antioxidantes, fibras e outros componentes saudáveis que uma alimentação vegetariana balanceada pode proporcionar. Por prevenir muitas doenças consideradas comuns na melhor idade como o diabetes, o excesso de colesterol e as doenças do coração, a alimentação vegetariana pode garantir não só mais anos de vida, mas também mais tranquilidade, saúde e disposição para aproveitar esse tempo a mais.

17 de out de 2012

PETIÇÃO EM PROL DOS ANIMAIS EM ANÁPOLIS



CLIQUE NO LINK E ASSINE :

http://www.avaaz.org/po/petition/CASTRACAO_VOLANTE_POSTOS_VETERINARIOS_E_EDUCACAO_NAS_ESCOLAS_2/?cWjBCdb

Leite: A Verdade por Trás do Mito
Dr. Phil Sônia T. Felipe Filósofa, Vegana, Defensora dos Direitos Animais, Co-fundadora da Sociedade Vegana no Brasil, Pesquisadora da Saúde pela Alimentação, Terapeuta Ayurvédica, Criadora da Oficina e do Passaporte de Leites Veganos, reside em São José, SC.

Doutora em Teoria Política e Filosofia Moral pela Univerdidade de Konstanz (Alemanha), dedica-se desde 1990 ao estudo das concepções filosóficas defensoras dos animais e da natureza.

Poderia falar resumidamente como começou a sua busca pela pesquisa sobre alimentação?
Sônia T. Felipe – Comecei a estudar os nutrientes dos alimentos há mais de vinte anos, quando deixei de comer carnes e todos me diziam que sem a proteína animal eu perderia minhas habilidades cognitivas: memória, capacidade de aprender, concentração, força, disposição etc.. Há 14 anos, ao abolir todos os alimentos de origem animal da minha dieta, passei a concentrar as pesquisas na questão do leite de vaca, porque ele é um alimento venerado até por muitos que se dizem vegetarianos. O livro Galactolatria: mau deleite reúne as informações científicas e médicas sobre o leite de vaca e seus malefícios, não reveladas aos consumidores brasileiros.
1) Crescemos ouvindo dizer que leite bovino faz bem para os ossos e dentes, que é uma grande fonte de cálcio e proteínas, é visto culturalmente como um alimento saudável. Qual é a sua opinião?
Sônia T. Felipe – O leite bovino é um alimento que contém cálcio muito bom para os ossos e dentes bovinos. Ele realmente contém bastante cálcio. Mais cálcio do que o organismo humano consegue aproveitar. Quatro vezes mais cálcio do que o leite da mulher. Portanto, cálcio demais. Quando há muito cálcio e quase nada de magnésio, ou muito cálcio e outro tanto ou mais de fósforo, todo esse cálcio em vez de ser benéfico passa a ser prejudicial para os tecidos do corpo humano. O único leite que contém a quantidade exata do cálcio necessário para o desenvolvimento dos ossos e dentes humanos é o leite da própria mãe. Isso vale para todas as espécies. Ele vem na composição exata para nutrir especificamente o bebê que o corpo dela gestou. Também é fato que o leite bovino contém proteína. Muita proteína. Muito mais proteína do que é necessário para alimentar um recém-nascido humano. Quatro vezes mais do que o leite da mulher. Uma quantidade de proteína desnecessária. Com os dentes formados, o organismo mamífero avisa que está pronto para começar a alimentar-se de matérias sólidas, não mais necessitando do leite como provimento dos nutrientes. Perdemos essa sabedoria. Achamos que a nossa natureza é atrofiada, porque, ao contrário dos outros mamíferos, para nos formarmos fortes e saudáveis, precisaríamos do leite de outras fêmeas. Isso é mito. Os bebês intolerantes ao leite estão aí mostrando que humanos podem crescer fortes, saudáveis e intelectualmente bem, sem ingerir qualquer produto laticínio.
2) O que o leite causa no organismo?
Sônia T. Felipe – Todos os males gerados pelo excesso de proteína, excesso de cálcio, lactose não digerida, hormônios de crescimento estranhos, antibióticos causadores de resistência aos patógenos. Para citar apenas alguns, porque a lista é grande: acidose, alergias, acidentes vasculares, adicção aos opioides, anemia ferropriva, artrite, aterosclerose, cânceres, cataratas, doença de Crohn, desnutrição, diabetes Tipo 1, irritação intestinal, cólicas, gases, diarreias, estenose, muco nas trompas (infertilidade feminina), osteoporose, síndrome da morte súbita em bebês, litíase renal e biliar. Esses males estão associados ao consumo de leite e laticínios, segundo a literatura médica especializada.
3) E os derivados do leite são melhores? Por ter menos lactose?
Sônia T. Felipe – Infelizmente, não. Quando se fala dos malefícios do leite bovino, fala-se apenas da lactose. O leite bovino contém proteínas tão ou mais maléficas para o organismo humano, quanto o é o açúcar (lactose). A caseína, no sistema digestório humano, forma o peptídeo casomorfina. Esse peptídeo tem uma constituição pegajosa, que chega a impedir estudos mais detalhados em laboratório, porque cola nos tubos de ensaio. Bem, não digerimos direito os peptídeos. Quando a mucosa do intestino delgado está fragilizada, esses peptídeos passam para a corrente sanguínea e fazem seu passeio pegajoso por vasos e artérias, chegando ao cérebro onde se ligam aos receptores dos opioides naturais dele. Os danos podem aparecer nas artérias como placas ateroscleróticas, nos intestinos como borbulha pela incapacidade de digestão, e no cérebro estão associados ao agravamento dos sintomas da esquizofrenia, do autismo, da depressão, dos transtornos de humor. Portanto, não é apenas a lactose que causa danos à saúde humana. A caseína também. Segundo estudos de Colin T. Campbell, a caseína responde, no organismo humano, pela alimentação das células embrionárias de tumores cancerígenos.
4) Qual leite animal é melhor?
Sônia T. Felipe – O da própria mãe. Nenhum outro leite é “melhor” para o organismo de um ser humano. Quando a mãe para de dar leite, é hora de começar a se alimentar com as matérias existentes no ambiente onde se vai crescer e alimentar-se para o resto da vida. Não precisamos mais do leite depois de formada a arcada dentária. Precisamos dos nutrientes que estavam antes ali, no leite materno: açúcar, gordura, proteínas, cálcio, vitaminas, ácidos graxos essenciais. Mas a única composição disso tudo perfeita para o bebê humano, é a do leite que se forma no organismo de quem o gestou e pariu. Os nutrientes antes absorvidos com o leite materno estão disponíveis nos demais alimentos de origem vegetal.
5) Como podemos substituir o leite bovino? Leite de soja, por exemplo?
Sônia T. Felipe – Podemos substituir o leite bovino por leites feitos a partir de matérias vegetais: oleaginosas e leguminosas (coco, castanhas, nozes, amêndoas, amendoim etc.), cereais (arroz integral, aveia, quinoa, milho verde), sementes (de gergelim, de linhaça, de girassol, de abóbora). Muitos desses são riquíssimos em cálcio, além de conter proteínas biodisponíveis, quer dizer, proteínas apropriadas para serem absorvidas e metabolizadas pelo organismo humano, ao contrário da caseína, por exemplo, uma das proteínas do leite da vaca que nosso organismo não tem como aproveitar. Não precisamos usar o leite de soja. E, dado que ela é cultivada com venenos elaborados com o glifosato, não devemos consumi-la, nem a qualquer derivado dela, a menos que seja cultivada de forma orgânica.
6) Quem não consome leite e derivados não tem carência de cálcio?
Sônia T. Felipe – Quem não consome folhas verde-escuro, nem couves, nem feijões, nem lentilhas, nem arroz integral, nem brócolis, nem grão-de-bico, nem oleaginosas, nem aveia, nem gergelim, pode ter deficiência de cálcio. Fomos cegados pelo mito de que apenas o leite de vaca contém cálcio. A vantagem em consumirmos o cálcio através dos legumes e verduras é que muitos deles contêm também o magnésio, sem o qual não adianta consumir quantidades imensas de cálcio. Os fatores determinantes na qualidade dos ossos, segundo estudos mais recentes, não são determinados pela ingestão de grande quantidade de cálcio (leite e laticínios), mas pela não ingestão dos antagonistas do cálcio, alimentos acidificantes (leite, queijos, café, sódio, açúcar, farinhas refinadas, chocolates, álcool, cigarro, drogas, proteína animal, refrigerantes, gorduras trans, para citar apenas os mais consumidos). Importante para a adequada absorção do cálcio é a presença da vitamina K, da vitamina D (produzida pelo sol), e exercícios.

7) Quando o bebê desmama normalmente é indicado fórmulas lácteas industrializadas ou quando é uma criança pequena ela cresce tomando leite longa vida, qual o melhor leite para as crianças e bebês?
Sônia T. Felipe – As fórmulas pré-prontas são responsáveis pelo diabetes infantil, além de conterem nitratos, por conta do processo de homogeneização e de transformação do leite líquido em leite em pó. Isso tudo não existe na natureza. Estamos forçando o sistema digestório dos bebês a digerirem algo que não existe na lista de alimentos apropriados à espécie Homo sapiens. Segundo autores especializados em laticínios, na Nova Zelândia se sabe do malefício desses preparados para a saúde dos bebês, mas a notícia não sai nos meios de comunicação para o resto do mundo, porque aquele país é o maior exportador do leite usado para o preparo dessas fórmulas lácteas. O leite longa vida não contém mais nada que se assemelhe à vida. Ele é tão sintético quanto um refrigerante. Estamos dando uma bebida sintetizada para os bebês humanos. Sem enzimas. E os nutrientes sem enzimas, segundo Edward Howell, são matéria morta. Quanto mais alta a temperatura usada na pasteurização, e esse é o caso do leite UHT, menos vida ele contém. Se é preciso dar aos pequenos o cálcio, o açúcar e a gordura que o organismo deles precisa, então podemos muito bem fazer o que nossas mães (as da minha geração, pelo menos e as de antes da minha) fizeram: davam comidinhas feitas com as mesmas matérias ingeridas pelos adultos. Parou de mamar o leite que sai do corpo da mamãe? Ótimo! Acabou de avisar à mamãe que seu corpo já não depende mais de leite para continuar a se desenvolver. É hora justamente de abolir qualquer leite animal da dieta. É hora de começar a dar aveia, arroz, frutas, leites veganos, sopas de verduras e legumes, cenoura, e tudo o mais que o resto da família come, se é que o resto da família não come também apenas comidas empacotadas ou enlatadas.
REFERÊNCIAS:
FELIPE, Sônia T. Galactolatria: mau deleite. São José: Edição da autora, 2012, 304 p.
FELIPE, Sônia T. Passaporte para o Mundo dos Leites Veganos: receitas. São José: Edição da autora, 2012, 32 p.
Os dois livros estarão disponíveis para o final de outubro. O endereço para quem quiser adquiri-los será: galactolatria@gmail.com



Alexandre Pimentel
Escritor, Palestrante e Terapeuta